Amigos namorada

A mãe, namorada e amigos de André Filipe estão revoltados com o que se tem dito acerca do concorrente do Big Brother. É o vilão. Hélia Monteiro , a mão de André Filipe disse à Nova Gente «A imagem que tem passado dele cá para fora não é das melhores. Babu Santana festejou o aniversário de 29 anos da namorada, a modelo Tatiane Melo, na noite da última quarta-feira. O casal reuniu amigos e familiares num churrasco na nova casa, na Ilha da ... Amigos, existem os falsos, os que te abandonam por causa de namorado(a), os que não perdoam, os que julgam, os que tem inveja, os que vão embora e deixam uma saudade enorme, os medrosos, os corajosos, os ambiciosos, os apaixonados, os ruins, os bonzinhos, os que sempre acham que tudo vai dar errado, os que sempre te apoiam, os que sempre ... Início-Problemas de Adolescente-Amigos da namorada. Minha namorada tem vários amigos e nós conversamos sobre limites de amigos dela vir visitar ela em casa ou vise e versa, de nenhum homem levar ela em casa e não ficar de papinho até tarde com amigos ou ficar passando o wats dela para homem. Namorada que dorme na casa de amigo, oq vocês acham disso? Nós estamos em um relacionamento há pouco tempo, porém ela tem muitos amigos homens e um em específico é bem próximo dela, de tipo dormirem sempre na casa um do outro, na mesma cama até e no passado elas tinham uma amizade colorida.. É normal eu me incomodar com isso? Latino Dating Site - Meet Latino singles on Amigos.com! Meet Latino singles - Sign up today to browse single Latino women and single Latino men - Browse single Latino pics FREE. Amigos.com - Start dating Latino singles today! Kevinho está curtindo uns dias com amigos e a namorada em Ilhabela, no litoral de São Paulo. Nesta quinta-feira (8), o funkeiro fez um passeio de iate com a namorada Gabriela Versiani. Ao ... Oi criativos! Hoje trouxe pra vocês essa caixinha super fofa para presentear no dia do amigo (20 de julho) mas também qualquer outra data. O tema é a série Friends,...Oi criativos, hoje trago pra vocês esse kit para decorar o seu presente de amigo secreto (também com versão de “amiga secreta”). É super fácil de fazer e tenho certeza...Oi criativos! Hoje trouxe pra vocês mais uma ... A mãe de André já explicou à NOVA GENTE quais as intenções do filho, assumindo que «se não conhecesse o André, também partilhava de opiniões menos boas». Já a namorada, Margarida Caeiro, e os amigos do mestre de Reiki não estão a saber lidar com o que tem sido dito. «A imagem que tem passado dele cá para fora não é das melhores.

Odeio vocês que são...

2020.10.21 17:54 yo_zzz321 Odeio vocês que são...

Odeio pessoas altas, bonitas, fortes, com várias amizades, um monte de pretendentes e etc... Eu odeio de verdade vocês, vocês me deixam triste. Tenho 18 anos e pareço um garoto de 13, é extremamente chato e depressivo ver garotos de 14 anos mais desenvolvidos que eu aqui de 18. É chato ser baixo ( principalmente se você for homem ), as garotas simplesmente te ignoram; é chato ser feio, as pessoas te isolam e ainda fazem piadas de você; é chato ser aquele tipo de ectomorfo pequeno, taxado de fracote e ainda vão além e espalham boatos sobre o tamanho do seu órgão genital; é chato não ter amigos, ver o pessoal do dia-a-dia se divertindo em uma sexta à noite, comendo em um restaurante tudo junto ou se reunindo na casa de alguém pra conversar ou jogar algo. Eu quero que vocês altos,bonitos(as), populares e etc quero que todos vocês vão tomar no seus cus, seus filhos da puta, vão se foder! A vida foi gentil com vocês, talvez uma coincidência por ter pais que são altos e bonitos e você acabou herdando a genética, talvez tudo seja sorte, eu por outro lado não tive essa mesma sorte. Parabéns aí pra você que sabe como é viver assim, pra você que tem uma namorada porque é bonito... Eu não tenho e provavelmente não terei, não venha com essa de “nossa, mas tem vários outros pontos positivos em uma pessoa, você deveria se esforçar mais”, realmente tem sim vários outros pontos, porém na sociedade do século 21 os principais são aqueles ali, e não venha me dizer que eu não me esforçei, você nem me conhece. Vão para o quinto dos infernos todos vocês que nunca sentiram a solidão. Se eu pudesse, eu também gostaria de ser alto, bonito e etc..., pode me chamar de invejoso.
submitted by yo_zzz321 to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 08:23 SKruizer A melhor e pior época da minha vida

Boa parte do motivo de eu tar escrevendo isso agora é porque eu comprei um teclado novo e quero testar, outra parte é porque eu não acho que alguém que me conheça saiba meu user do Reddit e o resto é porque eu sei que ninguém se importa comigo o suficiente pra saber. Anyway, eu muito provavelmente vou remover esse post depois. Desculpa pela introdução enorme, vamos começar.
Depois de muito tempo (uns 4 anos) de terminar o médio, que eu terminei atrasado mesmo sendo consideravelmente mais inteligente do que a média, eu finalmente consegui um emprego estável. Entrei por agência como temporário, mas fui efetivado recentemente, e com grandes chances de ser promovido logo. Apesar da situação na minha casa não ser das melhores, não é nada que me preocupe muito, apenas o tempo cobrando seu valor. Essa pode ser literalmente a melhor época da minha vida: eu tenho amigos, um emprego estável e bom apesar de eu viver reclamando (quem não?), e finalmente eu saí de um limbo que eu tava preso faz bastante tempo.
Agora, eu tinha uma namorada até o fim do ano passado. Uma que mora relativamente longe de mim, mas a gente se via e se amava muito, ou pelo menos eu quero acreditar. A gente se conheceu pela internet, e deu muito certo junto. No começo eu era meio babaca, mas cresci bastante com ela, e graças a ela também, e eu gosto de acreditar que o mesmo aconteceu com ela. Eu amava ela completamente, e acredito que ela também me amava bastante, mas nós dois sabíamos que era um relacionamento tóxico. A gente não se via com a frequência que a gente queria se ver, e isso causava desejos que pessoas que se amam não deveriam sentir. Acima de tudo, eu tenho depressão, tinha desde aquela época, e isso só piorava tudo. Chegou uma hora que ela não se sentia mais confortável comigo, eu acho.
Ela fez mais amigos, conheceu uns caras legais e que, diferente de mim, tinham vida. Queriam viver. Eu nunca deixei de amar ela, mas senti nosso relacionamento se esvaindo cada vez que uma burrada acontecia, minha ou dela. Até que uma hora, ela se cansou. Tinha conhecido um outro cara, um que ela podia ver com frequência, e daí desandou tudo.
Eu fiquei acabado. Eu nunca tinha tentado cometer suicídio até isso acontecer. Mas eu não queria que ela se sentisse culpada, nem queria desapontar minha mãe, minha irmã e minha avó nesse nível, então no fim das contas, eu não tive bolas pra me matar de verdade, mas Deus sabe o quanto eu queria morrer. Não sei nem como eu to aqui escrevendo isso agora.
Fiquei mal por um tempo, quis continuar sendo amigo dela achando que ia conseguir ela de volta, mas cada dia que passava eu só fodia tudo mais e mais. Me afastei por um tempo, achando que eu tava sufocando ela, só pra ter uma recaída e fazer tudo muito pior. Decidi me afastar de novo, não aguentei de novo, e aí ela percebeu que tava fazendo mal pra mim e pra ela, e aí ela decidiu se afastar. E eu prometi pra mim mesmo que não vou atrás dela dessa vez. Vamos ver quanto isso dura.
Acho que parte de mim ainda ama ela. Eu sei que eu não superei, mas que também eu não preciso mais de nada disso. Pouco tempo depois disso foi quando eu consegui meu emprego, que me fez mais amigos e deu um motivo pra sair de casa, coisa que eu não fazia nem antes da pandemia. Se tá me fazendo bem? Não muito. Pelo menos tá me dando alguma coisa pra me distrair, eu acho.
Ao mesmo tempo que essa pode ser a melhor época da minha vida por conta de ter um emprego, uma estabilidade financeira que eu venho querendo faz um tempo, é a época que eu também to mais fodido na depressão. Eu não tenho problema em admitir que eu tenho depressão e preciso de ajuda, mas eu mesmo não vou atrás de ajuda porque eu não sou importante o suficiente. Quando eu conto pra alguém que eu tenho depressão, minha máscara de pessoa normal já tá tão bem desenvolvida que ninguém nem dá bola, e sinceramente eu acho que prefiro assim. Vai ver ninguém liga mesmo. Eu não ligo.
Se alguém achar isso é insta delete, apesar de que ninguém vai querer ler uma parede de texto desse tamanho de qualquer jeito. Se você leu, toda gratidão aí cara, e me dá um feedback se você achar que eu escrevo bem. Sempre quis ser escritor.
submitted by SKruizer to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 05:41 NeetTh Tenho 22 anos e não sei que rumo tomar na vida

Veja bem, não confunda meu título como se fosse de alguém que não faz nada da vida, atualmente estou no último período da faculdade de direito, cujo entrei na influência dos meus pais e não vejo futuro trabalhando na área.
Atualmente trabalho como videomaker, faço vídeos em geral, mas principalmente para festas que é onde foquei mais. Em pouco mais de 1 ano já cresci bastante e me destaquei nessa área mas o complicado é que estamos no Brasil e todo equipamento é MUITO caro, então chega um ponto onde trabalhar sozinho fica meio que impossível, e o pessoal que eu conheço que trabalha com isso em agências, não estão bem em uma condição financeira que eu almejo para os próximos 5 anos.
Tenho uma namorada, a gente se da muito bem e tal, ela me apoia muito no meu trampo, não somos o tipo de casal ciumento e controlador, muito pelo contrário, somos totalmente leves nesse sentido, porém sinto que eu quero ficar sozinho por um tempo, só não sei como fazer isso sem magoar ela.
Já pensei em tentar morar fora, como nos Estados Unidos, mas fico com medo de me distanciar dos meus pais, principalmente da minha mãe, e dos meus amigos, mas ao mesmo tempo cada dia que passa, apesar de saber que sou novo, me sinto velho pra tentar essa possibilidade.
Enfim esse é meu desabafo, se vc leu até aqui valeu por me escutar.
submitted by NeetTh to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 13:49 you-dont-know-me1 Apenas um desabafo de alguém que está farto da vida.

Boas, eu não sei onde mais publicar isto e estar a estar a escrever num subreddit em inglês não me apetece mesmo, se alguém quiser traduzir isto eu agradeço. Tenho 21 anos e estou na faculdade. Sempre fui solitário por natureza e sinceramente apenas tens uns 2/3 amigos e nada mais. Não gosto do meu corpo desde que fui obrigado a deixar de jogar basket há 3 anos e meio. Há 11 meses fiz uma rotura de ligamentos e até hoje me dói sequer a andar. A minha namorada ou ex-namorada, não sei bem, está para acabar comigo porque eu exijo demasiado dela. Eu sei que é verdade mas é apenas porque me sinto completamente sozinho e ter alguém e me sentir amado finalmente por alguém é especial. Não me sentia assim à imenso tempo. Tenho uma rapariga com quem eu falo à um ano e meio e que diz que está apaixonada por mim mas que eu nunca como mais que uma amiga e ela agora anda a perseguir-me e a dizer que se mata e que faz mal a toda a gente à minha volta e que me mete em tribunal e que há amigos meus se foram falar com ela porque eu sou mesmo uma má pessoa e uma pessoa tóxica. Eu não sei o que fazer mais. Eu apenas quer ser feliz e fazer alguém feliz nada mais. Eu como disse estudo mas também trabalho para pagar esses estudos e trabalho num call-center e como podem imaginar não é o sítio mais simpático para trabalhar e tenho colegas meus que tiveram de sair porque não aguentavam a pressão dos clientes e do trabalho. Não sei o que fazer mais. Não gosto de estar a pedir ajuda e sou bué orgulhoso nisso mas não posso contar com a minha família para isto porque eles já fazem demais. Vivo com uma avó neste momento depois de a minha mãe não me querer em casa. Alguém que me diga alguma coisa por favor. Só tenho vontade de estar na cama e chorar e mais nada. Não me quero meter com médicos porque não tenho tempo nem dinheiro. O que faço?
submitted by you-dont-know-me1 to portugal [link] [comments]


2020.10.20 08:02 BlueElodin Não sei mais flertar!!!

Tenho 20 anos e cheguei num ponto onde não sei mais flertar ( ou talvez nunca soube).
Perdi BV aos 9 anos. Meu primeiro beijo de língua foi aos 13 (com minha primeira/única/ex namorada) e perdi minha virgindade aos 18.
Tipo, acho que vivi tudo no tempo certo (certo para a minha pessoa).
Me considero um cara bem tímido, apesar de que quando estou em uma rodinha no bar ou festa consigo me virar e ter boas conversas (dependendo muitas vezes das pessoas na roda).
Tive minhas fases boas, porém a maioria das vezes que fiquei com meninas que me interessasse ou foi porque elas tomaram a atitude comigo ou foi porque eu tinha plena certeza que teria chance com elas, e isso aconteceu pouquíssimas vezes em ambos os casos. Há também as situações onde eu fico com meninas que não me interessam, mas devido o tempo sem ficar com ninguém acabo aceitando (carência, eu sei kkkkk).
Muitos falam que me subestimo demais em diversos pontos e meio que concordo em partes. Enquanto me considero um cara 6,5/10 há quem diga que sou um 8/10, às vezes 9/10.
Como mencionei antes, perdi a virgindade com 18, porém tive oportunidades nos meus 15 e não fiz nada por falta de confiança e também por eu ter sido muito ligado a religião naquela época (papo de eu escolhi esperar e tals).
Tentei Tinder ultimamente e percebi que a maioria das pessoas usam isso por puro ego, nunca consegui manter uma conversa por muito tempo. Não tenho nenhuma amiga com quem me sinto confortável a conversar sobre pra poder me auxiliar e sinto que falar isso com um amigo homem não vai resolver muito devido a possibilidade de zoação (podemos considerar isso um pouco como masculinidade tóxica??).
Enfim, me sinto inseguro, com baixa autoestima, muitas vezes um ser desinteressante, e apesar de ter diversos assuntos legais pra trocar ideia não consigo conduzir isso a um flerte. Sempre ganho mais uma conhecida no meu insta e fico como "aquele sujeito legal que conheci em tal lugar e nunca mais nos falamos". A pandemia dificultou ainda mais isso e não sei mais o que fazer.
Obs: primeira vez escrevendo aqui no Reddit galerinha, sou novo na rede kkkkkkkk mals ter deixado a situação um pouco confusa. Estou acostumado em escrever no meu journal, onde eu sou o único que entende minhas colocações no texto akakak. É isso, peace out.
submitted by BlueElodin to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 03:53 Control-Much Eu me sinto estranho, eu sou estranho pra caralho

Geralmente eu não sou um cara de pedir auto-ajuda, sinceramente esse é meu primeiro post aqui no Reddit, (acredito que já lurkei o suficiente) a real é que eu fui abusado pela amante do meu pai bem novo. (ela tinha 24 e eu tinha 8) isso se perpétuo até meus 13 eu acho com isso a infame desgraçada além de enfiar o dedo no meu rabo conseguiu me transformar em um garoto bem introvertido e quieto, logo, um punheteiro bem novo ela conseguiu me “depravar” bem novo fazendo eu me tornar uma batata social que vivia em função de realizar os desejos pedófilos dela, na real é que eu me sinto culpado por gostar disso além dela ser amante do meu pai e morar na minha casa como se fosse filha da minha mãe (ela simplesmente agiu como santa para ser acolhida pela minha mãe, a mesma tratava ela como minha irmã) logo isso me fez desenvolver vários problemas como fobia social e problemas de insônia pós ela fazia questão de me “felar” a noite assim quando bem entendia, eu geralmente falava não e que ela não podia fazer aquilo comigo então ela tampava minha boca com a mão e continuava.
A longo prazo isso me ferrou de diversas formas tanto nos meus relacionamentos, quanto na vida social e profissional. Além deu ter ereções aleatórias, isso não parou nem depois da puberdade. Eu sou um viciado em pornografia e sexualizo coisas simplesmente não saudáveis, claramente minha mente se tornou perturbada depois daquilo, mas eu nunca desenvolvi um quandro mais sério quando eu era novo, não comparando do que eu desenvolvi uns anos para cá.
Bom, assim que eu cheguei nos 14 e arrumei minha primeira namorada é que eu tive uma epifania, a primeira é que minha vó é uma arrombada (ela simplesmente impatou a minha primeira foda porque minha mãe pos ela de babá para não deixar eu meter o boneco na menina, depois que minha vó expulsou ela da minha casa logo depois essa garota terminou comigo) a segunda é que minha vida não tinha muito sentido as pessoas me usavam para ter o que elas queriam seja prazer momentâneo, objetos, serviços ou apóio moral e logo depois me descartam como um trapo velho, isso tudo veio junto com a morte do meu tio com 42 facadas na barriga, querendo ou não meu tio além de um grande cheirador de coca, era um dos meus melhores amigos (Ele me mostrou jogos online, lan houses, amigos, e cuidava de mim verdadeiramente sem pedir nada em troca além de um dinheiro para ele comprar um saquinho da fininha as vezes) Ele simplesmente curou minha fobia social e fez eu ter a infância que eu tinha perdido por ser um escravo sexual sem amigos de uma deposito imunda que nunca se importou comigo.
Assim que ele morreu meu mundo desabou foi a primeira experiência com a morte que eu tive, logo de alguém tão próximo, isso me quebrou de diversas formas.
Com isso veio a inevitável depressão eu literalmente só existia para um propósito merda, eu comecei a fumar cigarro para passar a ansiedade bem novo com 15 eu já fumava os “diversos” aquilo me trazia a sensação de leveza, mesmo que fosse uma paz momentânea, era como se meu cérebro parasse de “autistar” (eu sou hiperativo) mesmo eu queimando cada sinapse cerebral que eu tinha, aquele amargo na boca me deixava calmo.
Meu vício e depressão perduraram até um webnamoro merda que eu tive em que eu acreditava que era a “garota perfeita” pura ilusão de um emocionado eu realmente pensei que eu poderia vê-la, ter uma família com ela, conseguir consertar as merdas que eu fiz para mim mesmo e começar a amar o falo ambulante que as pessoas acham que eu sou, eu simplesmente dei tudo para ela e durante os primeiros 7 meses foi tudo ok, era muito amor e muita consideração minha, pois eu sou um cara muito “good guy”, ela tinha uma depressão bem forte por conta do pai abusivo e da mãe ausente (o pai dela é pastor e espanca os filhos, fica bêbado, vive na degeneração, bolsominion) esses pontos que geraram uma “femcel” esquerdista e bissexual.
Ela era fofa, eu achava que estava apaixonado, mas como todos os meus namoros ela só meu usou porque não tinha nada melhor. E me trocou por um ex paulista “femboy” que exigia nudes dela e a travata como lixo, simplesmente eu me sentia muito culpado, pois eu tinha me iludido em algo que claramente não tinha futuro, mas eu sou extremamente carente então o melhor encantamento para me levar no bolso é dizer que me ama, independentemente da circunstância, literalmente ela dizia coisas para eu me sentir horrível comigo mesmo e logo depois dizia que me amava, eu me sentia abraçando um cactu mesmo que não fosse de “verdade” era a primeira vez que alguém falava que me amava, eu entrei em pânico, mesmo eu sabendo cada segundo que aquilo não era o certo a se fazer e eu estava regredindo.
Querendo ou não ela me ajudou a superar uma fase da minha vida, mas eu nunca parei de me sentir um objeto. Na real eu ainda tive mais certezas disso eu simplesmente sou um dildo de plástico que estou na gaveta para quando elas não têm ninguém. (não eu não me considero bonito, longe disso eu to mais para brasileiro morador de periferia padrão)
Logo depois disso eu quis adiar o problema e começar a sair mais com meus colegas e meu primo começou a morar aqui por volta de 3 meses foi tudo tranquilo até que fomos num “hokah” (buteco adolescente) nós juntamos lá, eu comecei a beber até que perdi a inibição e comecei a ir em toda mulher que eu via pela frente igual um macaco, a primeira me achou simpático e me puxou pro canto quando tudo já ia dar certo um colega me barrou dizendo que ela já tinha “dono”, eu ri e meti um “a gente divide, né pae” meu colega riu muito, por ele conhecer ela a mais tempo eu decidi não “profita-la”, mesmo com ele não conseguindo pegar ela depois, por pura consideração pelo cara, eu fui em outras 6 depois dessa e tomei fora de todas e ganhei um apelido de 7.
Na real é que as garotas agora me viam como uma piada que está lá para quando inflar o ego delas para quando elas precisam, tradução literal: “esquento para um babaca com grana comer”. Esse foi um dos momentos mais WTF possíveis na minha vida se não fosse a briga com meu primo que rolou depois. Ele ouviu o que eu tinha comentado com o meu colega e como as pessoas gostam de me oprimir inventaram uma história vergonhosa sobre meus foras para parecer herói na frente no irmão do meu melhor amigo, e como o resto dos meus amigos de infância babam o ovo do meu primo eles literalmente concordaram com ele criando 3 histórias diferentes do ocorrido literalmente forçando que eles eram “os heróis que salvaram o pequeno betinha de ser cobrado na saida do butequinho”, além do meu primo viver se achando o bonzão ele era um gigolô da porra em casa e só aproveitava não dando uma foda para minha mãe, sendo que ela fazia das tripas coração pro arrombado ele nunca tratou ela do jeito que ela merecia, eu cobrei a mentira que ele inventou e simplesmente fui contra toda a minha rodinha de amigos sendo fraco e falho.
Eu não deixei ele falar toda aquela merda sem ter penalidades, mesmo implorando para ele parar de falar e párarmos de discutir, ele veio para cima eu dei um no queixo e na orelha.
Foi o suficiente para deixá-lo katinguelê, então ele me ameaçou de pegar uma faca para mim, então eu quebrei uma bacia de vidro e com a mão e com os cacos sagrando na minha mão eu falei “tu meu irmão, que viveu a vida toda comigo, vai me furar, na nossa casa, com a nossa família aqui, NA MINHA CASA?”. Além de jogar umas coisas na cara dele porque ele merecia.
Foi o suficiente para minha mãe expulsar ele de casa, meus amigos acharam que eu armei para ele e a pessoa que literalmente passou 16 anos da vida ao meu lado meu melhor amigo chupou o ovo do meu primo, vendo tudo que ele diz como verdade absoluta.
Mais cedo ou mais tarde íamos brigar eu acabei de brigar com outra pessoa que viveu a vida toda ao meu lado, isso para mim, é frustrante porque literalmente eu sou dependente de toda emoção positiva que as pessoas têm por mim, ele usou o argumento que eu sou “mimado” por não ter nada da forma que eu quero, mesmo eu saindo errado em tudo quase sempre. Esse argumento ele valida falando que “eu tive tudo na vida agora não aguento perder”, eu esqueci de falar que a amante do meu pai antes de ser pega pela minha mãe roubou todo o dinheiro do meu pai e sumiu do mapa.
Meu pai trabalha no comércio então com a crise, inflação, copa do mundo, carnaval e covid. A gente sempre passa um aperto aqui e alí.
Eu simplesmente sou muito sensível a essa merda eu não sei porque esse padrão aleatório de merda me segue e eu não consigo ser feliz, ou do porque eu me importar com isso.
¹Edit: eu comecei a gostar de trans então a tampa do bueiro leva ao esgoto, por isso eu to aqui. ²Edit: eu me sinto sozinho e vulnerável ³Edit: eu sinto que a minha solução seria uma pessoa que sofreu tanto quanto eu para me entender verdadeiramente. ⁴Edit: esse post é frescurento para um caralho, pois eu sou horrível contando algo então essa merda parece pura frescura, mas foi traumático cada segundo ⁵Edit: apanhei para caralho na escola quando era muleque por ser esquisito ⁶Edit: minha irmã não me suportar e tentou me matar usando um iPhone 6 plus, ela quebrou ele na minha cabeça 8 (pontos). ⁷Edit: tentei me matar usando cabo de extensão no box do banheiro e pulando de uma cachoeira.
⁸Edit: é minha primeira vez sendo op aqui, não tenho muito experiência.
Also, acho que embananei essa porra para caralho e não cheguei em lugar nenhum, mas eu precisava de um lugar para postar essa merda sem polimentos com esses pensamentos abstratos antes que eu comece a chorar pelo quão random essa merda de vida é.
submitted by Control-Much to desabafos [link] [comments]


2020.10.20 00:32 anonima5456 Essa amizade é verdadeira?

Bom, eu tenho um melhor amigo. Teve uma época em que começamos a gostar um do outro, porém superamos esse sentimento pois por motivos fortes achamos que não daria certo. De lá pra cá, continuamos flertando, mas sem compromisso algum. Daí ele me falou que quando um de nós dois entrássemos num namoro, a gente ia parar de se falar, porque a amizade não seria mais a mesma e ficaria um clima estranho. Isso me fez pensar se realmente valeria a pena essa amizade... eu sei que tudo na vida acaba, e super entendo que não seria mais a mesma coisa, mas não entendo muito bem uma amizade que só dura enquanto duas pessoas estiverem solteiras. Também entendo que pode haver ciúmes da futura namorada. Mas ainda assim eu acho meio estranho, tenho amigos que já gostaram de mim, começaram a namorar e ainda assim eu converso de vez em quando, esse meu melhor amigo diz que vai sumir caso ele mesmo comece a namorar e está esperando que eu faça o mesmo caso eu entre num relacionamento. Mas a pergunta é: isso realmente é uma amizade? Vcs continuariam amigos da pessoa ou se afastariam? Confesso que isso me deu um certo choque de realidade que me fez pensar sobre isso. Eu penso em me afastar, mas também penso se não seria falta de consideração, sei lá...
submitted by anonima5456 to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 02:04 aline1234369 Não estou bem!

Provavelmente esse desabafo vai ser ignorado, porém eu estou muito mal e preciso desabar e não tenho ninguém com quem contar. Pois não tenho amigos e minha relação com os meus pais nunca existiu.
Eu sempre fui uma menina sozinha, sofri bastante na infância, e nunca fui acostumada com isso que acabou me gerando problemas psicológicos como ansiedade, depressão e transtorno obsessivo - compulsivo TD isso mudou bastante quando eu interagia com pessoas tanto virtualmente quanto pessoalmente, eu esquecia dos meus problemas, me sentia mais leve. Finalmente eu achava que tudo de ruim tinha passado, que eu poderia ter uma vida normal como todos.
Até comecei a namorar uma pessoa que foi maravilhosa pra mim no começo de tudo que me ajudou a superar muitos problemas que eu tinha, me mostrou coisas novas, me apresentou um mundo diferente do meu, mas que no final da relação trouxe eles todos meus problemas de volta de volta. Meus pais não eram a favor da relação e eu fui contra eles pois amava aquele cara e ainda amo. Minha relação com ele durou 2 anos, e foi meu primeiro namorado.
E a mais o menos 11 meses, ele começou a ficar estranho comigo, me deixava no vácuo, brigava de mais a quase a todo momento. Eu achava que ele estava passando por um momento difícil como todos achavam então dei todo apoio que ele precisava, sempre estive com ele nos momentos ruins, sempre que algo de ruim o acomtecia eu corria pra ir velo, mesmo morando longe, tentava animalo o máximo possível. Até de um tempo pra cá eu começar a ficar mal e ele não gostar.
Nós vivíamos nos encontrando e saindo juntos e sempre parecia que estava tudo bem. Mas do nada ele Terminou comigo a mais o menos 4 dias atrás, e falou todos defeitos que eu tinha, e era por essa a razão de estarmos terminado, disse que eu nunca fiz nada por ele e eu era muito problemática, chata e ignorante, por ser tímida. Como se não bastasse disse que não me amava faz tempo e ele só estava comigo pra vê se acontecia alguma coisa e como não aconteceu. Ele me acabou comigo por mensagem, isso mesmo levei o maior fora do mundo pelo whatsapp e na visão dele o término era por eu ser essa pessoa desinteressante, tentou de todas as maneiras colocar nosso término como se fosse culpa minha. E que se eu continuar dessa maneira vou acabar sozinha pq ninguém alguém gente desse tipo. Pois ele queria uma namorada feliz que se divertisse com ele e saísse durante a noite com ele. E eu não era isso, por ficar uma semana mal eu já não era boa o suficiente mais e não servia.
Todo esse tempo eu pensava que estávamos mais felizes do que tudo mas era tudo mentira ele só estava fingindo e me usando até que ele cansou de tanto trabalho e me chutou pelo whatsapp......
Eu sinceramente estou muito abalada, comecei a ter mais crises de ansiedade lembrando tudo o que ele me disse pensando se realmente a culpa foi minha e pensando que em todo esse tempo eu só tava sendo iludida. Não consigo dormir direito, não consigo sair da cama e muito menos comer alguma coisa o que eu como não desce cada dia tem sido pior enfrentar tudo isso sozinha.
submitted by aline1234369 to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 00:18 carrara21 Rompimento aos 31

Eu gostaria de desabafar isso. Minha namorada terminou comigo na quinta-feira e desde então estou completamente perdido e desmotivado. Namorávamos desde 2017 e sempre fomos super amigos e companheiros, na verdade achei que ela seria pra sempre. Por ter tanta confiança que ela era louca por mim, ao passar dos anos eu fui relaxando e aos poucos virando alguém que acabou por algumas vezes agindo como criança e sendo insensível. No começo da pandemia estávamos brigados e iamos nos ver para resolver tudo, mas como respeitamos quarentena o assunto foi se alongando. Nesse mes após furar algumas promessas de ir vê-la, chamei ela para conversar e ela disse que eu nao a amava mais, que seria melhor estar sem ela, que queria muito estar cmg mas nao acreditava mais. Por fim ela terminou, disse que sempre me teria no coração e que "acredita que algum momento nos iremos nos encontrar". Eu fiquei completamente arrasado, pois tinha muita confiança que daria certo. Estou a dias sem comer e dormir direito e de maneira alguma vou correr atras, sendo que eu que levei a bota. Esta uma dor fodida, nao sei oq fazer. Tenho 31 anos e me acho muito velho para recomeçar do zero. Me sinto sem esperança e apesar de conssguir viver o dia dia, eu sinto uma tristeza enorme. Nunca achei que fosse passar por isso, sempre fui um cara rodeado por mulheres, tenho várias me chamando pra sair e nao tenho vontade alguma, eu só penso na minha ex e na nossa história. Eu gostaria de agradecer quem leu ate aqui, me sinto mais aliviado por desabafar isso, mesmo que com estranhos. Valorizem suas mulheres, nao caiam nessa de "elas gostam de ser tratadas de maneira fria" demorei mto pra aprender e agora foi tarde.
submitted by carrara21 to desabafos [link] [comments]


2020.10.18 07:39 Icy_Choice973 Sem rumo

Galera, tô numa situação que não sei pra onde vou, ultimamente me afundei numa d3pr3ssão fortíssima e tudo indica que ela tá extremamente severa, aq em casa o pessoal até se preocupa mas já se acostumou, tentei su1c1d1o duas vezes e fracassou, basicamente sofri 0 danos. Tô sem esperança nenhuma, sem motivo nenhum, tenho poucos amigos e comecei a me isolar (também pelo covid kk) mas vejo que tô caminhando pro fundo do poço. Sou mto inteligente, smp os professores me elogiam bastante e tenho habilidade com línguas (já sou bilíngue jovem, planejo começar 2030 poliglota), muita gente não entende porque uma pessoa como eu desejo a m8rte. Não tenho namorada, nem tenho vontade. Perdi minha mãe esse ano e foi péssimo, até hj tá difícil dms, tenho uma gatinha e aproveito pra relaxar a mente estressando ela (só de brincadeira, mas tem hora que ela se arreta kkk) Só queria escutar o que vcs têm a dizer sobre mim, no fundo sei que a vida tem umas coisas mo daora mas por outro vejo que tá uma merda e pode piorar, tô sem saber o que fazer msm...
submitted by Icy_Choice973 to desabafos [link] [comments]


2020.10.17 23:20 notallive eu sou o melhor amigo e isso é doloroso.

muito-longo-n-li: melhores amigos são cornos por tabela?
Vou contar duas histórias sobre minhas melhores amigas, vamos chama-las de Dannete e Chandelle. conheço ambas a 4 anos, mas primeiro, Dannete: em 2016, lá de volta no ensino médio, eu vi uma moça solitária no intervalo, e sem motivo algum eu ofereci um abraço a ela, que aceitou. Desde então, Dannete e eu nos consideramos melhores amigos, e nesses anos ela foi certamente uma das razões de eu não ter me enforcado ou algo assim. mas sempre fui afim de Dannete, tão cremoso, sabe? e ela sempre soube, fiz questão de que soubesse. mas eu sou o melhor amigo e só, e de acordo com ela, sou mais do que qualquer namorado ou namorada que ela possa ter. ok, deixa eu sentar aqui na minha zona de conforto e contar sobre Chandelle agora. Conheci Chandelle antes mesmo de conhecer Dannete, a gente pegava o ônibus junto e tal. Só me aproximei mesmo dela esse ano, agora que ela mora a duas ruas de mim. quase todo dia ela aparece em casa, joga no meu videogame, fuma da minha maconha, faz carinho na minha gata, e, é, com essa situação toda eu me peguei gostando dela. sempre que eu tentava algo ela retribuía, mas sempre que eu perguntava se ela queria algo ou se queria mais, ela jogava a decisão pra mim. Afirmei que gostava dela, e soltei a maldita sentença "se tu acha que eu não deveria mais te beijar nem tentar nada romantico contigo me avisa, que eu desisto." Chandelle prosseguiu com um discurso sobre como eu tenho que lutar pelo que quero e que n posso aceitar menos do que mereço e devo mergulhar de cabeça nos riscos e tal e tal. ok. no caminho pra casa dela, antes de me dar um abraço e se despedir, ela olhou nos meus olhos e disse pra que eu desistisse, pois era o melhor amigo dela, e isso era mais do que qualquer namorado poderia ser. ok. ser o melhor amigo é doloroso.
n quis ofender ngm
submitted by notallive to desabafos [link] [comments]


2020.10.16 22:23 Creative_Oven_6350 Estou na minha segunda formação e há quase três anos procurando emprego. Não consigo nada. A frustração está acabando comigo há muito tempo.

Bem, antes de começar, essa conta é uma throwaway, já que pessoas próximas podem ver o post.
A questão é a seguinte: logo que saí do Ensino Médio, consegui entrar em uma universidade federal. Na época eu tinha algumas ideias do que queria fazer para a vida e decidi arriscar na que me parecia mais legal. Não me entendam mal, não é que eu me arrependa de minha escolha, honestamente se não fosse por ela eu não acho que seria a pessoa que sou hoje e não conheceria minha namorada (com quem tenho um relacionamento há 5 anos).
Para ser mais específico, eu entrei em Licenciatura e Bacharelado em História, na UFPR. Eu realmente gostei do curso. História sempre foi uma área que me fascinou e durante a formação pendi cada vez mais para a pesquisa. No entanto, claro que na metade da graduação percebi a falta de perspectivas de pesquisas nessa área no Brasil e comecei a pensar em alternativas de onde trabalhar.
Sempre gostei de dar aula, apesar de nunca querer ser professor do Estado. Então entrar em PSS não era uma opção. Antes da minha primeira graduação, durante e até um tempo depois, sempre trabalhei informalmente em negócios da família. Fui assistente administrativo no escritório de contabilidade dos meus pais. Ajudei na pequena gráfica digital que meu tio tinha, tanto no balcão quanto no setor de compras. Esses trabalhos me ensinaram muitas coisas e me deram muitas habilidades diferentes. Sempre sou elogiado por ser comunicativo, tenho habilidades avançadas no pacote Office completo, aprendi a mexer em estoque, arquivo, realizar trabalhos braçais etc.
Só que em certo momento percebi que precisava de um trabalho formal. Algo que estivesse registrado em minha carteira de trabalho. Aqui entra outra coisa que gosto muito: idiomas. Desde cedo sempre estudei outras línguas por conta própria. Sempre foi um hobbie meu. Me tornei fluente em inglês, consigo conversar em francês e japonês e tenho certo conhecimentos de espanhol e LIBRAS. Aproveitando essas minhas habilidades, consegui me tornar professor de inglês.
Mas a ideia de virar professor de inglês nunca me foi permanente. A falta de perspectiva de uma carreira nunca fez com que eu quisesse ser professor. Pesquisador sempre tive vontade. Por outro lado, vejo amigos meus com 30, 35 anos fazendo doutorado, pesquisas maravilhosas, mas precisando arrumar outros empregos para se manter e ganhar mais ou menos mil reais por mês. Não é uma vida que quero ter.
Estou com 23 anos no momento. Quando estava com 20, decidi que iria para outra área que sempre tive muito interesse: a parte comercial. Sempre fui bem com números. Não só enquanto trabalhava no escritório de contabilidade de meu pai, mas também participei e "ganhei" algumas Olímpiadas de Matemática enquanto estava na escola. A área administrativa também era interessante. Então pensei bastante e cheguei a conclusão que se conseguisse algo na área de Relações Internacionais ou Comércio Exterior, teria a carreira que sempre quis.
Isso se deu por volta do início de 2018. Achar estágio na área de História (em museus e coisas do tipo) nunca deu certo, tanto pela falta de vagas quanto pela carga horária diária do meu curso que nunca batia com o que eu achava. Consequentemente, fui procurar estágios e empregos em Relações Internacionais e Comércio Exterior. Assim se deu o meu ano de 2018. Obviamente, sem nenhum resultado.
Eu mandava todo mês meu currículo para inúmeras vagas. Nunca recebi uma única resposta. Tudo bem. Bola pra frente. 2019 chegou e eu me formei na metade do ano. Mais 6 meses sem nenhuma resposta. Nesta época, eu já enviava o currículo semanalmente. Queria alguma oportunidade em RI ou Comex. Eu achei que História era um curso similar o suficiente. Pelo jeito, as empresas não concordavam.
Depois de minha formatura, há quase um ano e meio procurando, decidi investir em concursos públicos. Talvez eu conseguisse uma área no setor comercial ou administrativo do Estado. Não seria um problema se eu pudesse migrar posteriormente. Prestei vários concursos que fiquei três ou quatro vagas abaixo da linha de corte. A frustração era grande, mas eu continuava.
Enquanto isso, precisava me sustentar. Portanto, permaneci dando aulas de inglês. Não posso negar, sou bom nisso. Não muito bom, mas o suficiente para receber elogios esporádicos tanto de alunos quanto colegas. Quem sabe se em algum momento eu me dedicasse à área pedagógica, pudesse crescer e construir uma carreira ali.
Porém, eu sabia que investir na área pedagógica me afastaria completamente de RI e Comex. Então nunca fiz isso ou fui para esse lado. Em certo momento de 2019, passei no edital do IBGE para o Censo 2020. Meu nome foi homologado no Diário Oficial da União. Eu estava dentro. Tinha conseguido algo diferente, além de dar aula. A frustração parecia ter acabado. Só precisava esperar março de 2020 para ser chamado. Minha namorada chorou de felicidade por mim. Eu também estava transbordando por dentro.
Aí aconteceu que... a pandemia. Todos sabem. A verba do Censo 2020 foi cortada completamente nesse ano e transferida para o segundo semestre de 2021, isso se não for postergada mais uma vez. Depois, descobri que o concurso que tinha passado era PSS e mesmo eu estando dentro, não significava que seria chamado. Nisso já era metade do primeiro semestre de 2020 e eu também não havia parado de mandar currículo para RI e Comex. Se eu conseguisse um emprego nessa área, não ficaria no IBGE (pois o cargo era temporário de apenas um ano).
Extremamente frustrado, depois de muitas e muitas (e muitas) crises de raiva, tristeza e angústia, decidi investir em alguma coisa que fosse mudar tudo. Comecei uma segunda graduação. Moro em Curitiba e diante das possibilidades de cursos que poderia fazer nessa área, optei pela que me pareceu melhor: Comércio Exterior.
Minhas aulas começaram em julho desse ano. Desde o mês sete, tenho uma única rotina: todo dia da semana eu acordo, vasculho a internet, sites especializados, grupos de WhatsApp e Telegram, em busca de empregos para a área comercial, administrativa, financeira ou até logística. Existem muitas coisas em cada um desses setores com as quais eu adoraria trabalhar. Todo dia, literalmente todo dia mesmo, eu me inscrevo em média de uma até três vagas - tipo, todo dia.
Desde julho, sou rejeitado em umas 30/40 vagas mensalmente. Entrar em uma segunda graduação de Comércio Exterior realmente ajudou: agora sou chamado para entrevistas e provas. No entanto, sempre que me perguntam se eu faço alguma coisa, se ainda trabalho, digo que tenho o trabalho temporário de instrutor de línguas. Algo que quero largar assim que conseguir outro trabalho na área que quero, ou seja, na área para a qual estou me inscrevendo.
Só que é sempre nessa parte, é sempre nesse momento que vejo claramente que sou colocado de lado. Ninguém quer contratar alguém que precisou trabalhar como professor. Algo pedagógico, muito diferente do mundo comercial. Sempre elogiam minha curiosidade por línguas, acham legal meu contato com setores administrativos e financeiros no passado, mas por terem sido trabalhos informais, ninguém se importa. Sim, estou frustrado.
Dia após dia recebo e-mails falando que não foi dessa vez. Isso quando os recebo. A maior parte das inscrições por e-mail não são respondidas. As que realizo por sites diversos, estão marcadas 90% como "Rejeitado por falta de experiência". Todos estágios. É sério. Tenho mais de 40 vagas de estágio rejeitadas por "falta de experiência". Repito novamente porque estou frustrado: estágios.
Eu não consigo um único estágio. Em nenhuma área. Todo dia sou recusado. Não importa se é RI. Setor de compras. Setor administrativo. Setor financeiro. Setor de logística. Só preciso desse primeiro emprego na área. Aposto que os demais vão vir muito mais facilmente (porque mais difícil não tem como existir).
E receber constantemente, apesar do esforço diário de mandar currículos, atualizar informações em sites (sim, tenho perfil em LinkedIn e mais outros diversos sites de emprego), apenas me lembra do meu fracasso. Não tenho perspectivas nenhuma de que vou conseguir. Nenhuma perspectiva que vou mostrar para alguém quão esforçado posso ser. Quão dedicado. Eu só preciso de uma chance para a primeira oportunidade.
Estou nessa há 3 anos. Acumulo quase 100 rejeições totais desde que comecei minha segunda graduação. Cada vez me empenho mais para tentar. Cada vez tenho menos vontade e fico pior. Menos motivado. Antes que alguém fale alguma coisa (se alguém aguentou ler esse textão de desabafo até aqui), estou sempre verificando meu currículo: como apresentar informações, tirando, colocando coisas. Já contratei profissionais de currículos que analisaram e mudaram algumas coisas. Já apresentei pra muitos profissionais colegas e da família que deram algumas sugestões e elogiaram outras coisas. É algo que estou sempre tentando melhorar, mais e mais.
Pra encerrar, existe um fator nisso tudo que aumenta ainda mais a frustração comigo mesmo, a frustração com todo esse cenário. Minha namorada trabalha na área de tecnologia. Em 2019, decidiu arranjar um estágio. Se inscreveu para três e conseguiu um deles. Agora em 2020 decidiu ir para outro, se inscreveu em uma única vaga e foi aprovada. Não tenho raiva nem dela. O que mais me afeta é a diferença da facilidade de conseguir emprego em uma área comparada à outra. Ela é minha namorada. Amo ela e estou feliz que ao menos um de nós está tendo conquistas dessa área. Mas não consigo deixar de ficar pior, o problema sou eu? Nunca vou conseguir uma vaga simplesmente por causa da minha primeira formação? Porque precisei dar aulas para me sustentar? O problema é algum outro?
Enfim, esse é o meu desabafo. Desculpem pelo tamanho do texto e obrigado se alguém chegou até aqui.
submitted by Creative_Oven_6350 to desabafos [link] [comments]


2020.10.16 15:46 eshiihihi Eu apenas sirvo para alívio cômico.

Esse ano eu encontrei muitas pessoas interessantes, fiz muitos amigos e também tive alguns rolos. Entrando mais no assunto desses "rolos", no início do ano eu conheci um garoto (vamos chamá-lo de "A"), ele era muito legal, gostava de quase tudo que eu gostava e conversávamos todo dia, até que ele começou a flertar comigo e eu me apaixonei. Em junho, ele se afastou de mim, mas eu ainda tentei conversar com ele e em Julho acabei me confessando, ele disse que não sentia nada por mim. Depois rolou várias tretas que eu tive com ele, e em uma dessas ele disse que só era "romântico" comigo porque outras garotas fizeram o mesmo com ele. E desde então, eu não falo com ele desde o início de Agosto porque eu escolhi (eu tinha crises de ansiedade só por lembrar dele). Nesse meio tempo que eu falava com esse garoto, eu conheci uma garota (vamos chamar de "M") muito legal, e lá por junho, que foi quando eu 'tava afastado do "A". Nós começamos a flertar e paramos em Agosto, até que em Setembro, eu e a "M" voltamos a conversar e flertar. Ela dizia coisas como que estava apaixonada, etc, e ela dizia coisas do tipo até ontem. Nós estávamos planejando nos encontrar e até nos beijar e fazer várias coisas juntos. Até que hoje, às 1 da manhã, ela me mandou uma mensagem dizendo que 'tava conversando com outra garota muito legal e que ela estava correspondendo seus sentimentos, também disse que iria parar de falar coisas românticas comigo por conta disso. Eu acabei de ler essa mensagem dela e eu tô quebrado. A gente tinha planejado várias coisas e ela até dizia que estava apaixonada. O mesmo pro "A", nós tínhamos planejados várias coisas e no final foi tudo por água abaixo. Por conta dessas duas coisas, eu sinto que sou apenas alívio cômico, alguém que só está lá para trazer uma felicidade momentânea e depois ser trocado, ser manipulado basicamente. Eu já 'tava super mal porque eu me afastei do "A", eu me senti usado e estou me sentindo assim de novo. É muito ruim você viver algo incrível por meses ou até anos com alguém e no final essa pessoa só largar tudo sem nem explicar o porquê. Eu sinto que só sou alguém pra saciar o fogo no cu que esses adolescentes têm até eles encontrarem alguém muito melhor, sem pensar duas vezes. Mas eu também sinto que isso seja o karma. Em 2018 eu fui muito cuzão com minhas ex-namoradas, terminei com elas sem motivo, apenas coisas bobas e cheguei a xingar elas sem motivo nenhum, por causa disso eu sinto que mereci toda essa merda que passei, meus amigos dizem que não, mas eu acho que sim. Enfim, agora eu tô muito mal e isso não vai passar tão rápido.
Edit.: Pra não ter que criar dois posts, eu vou desabafar mais aqui mesmo. Eu me sinto vazio, eu não sinto nenhum sentimento praticamente. Não sinto paixão, não sinto felicidade e nem tristeza, parece que só tem um lugar escuro dentro de mim, um buraco que ao invés de ser o meu coração, se tornou um lugar oco. Eu postei aqui também que me assumi trans pra minha mãe e a reação dela foi muito boa, mas eu não estou tão feliz, eu tô bem, mas eu tô neutro, mesmo que dizer que sou trans fosse algo que me libertasse totalmente, eu ainda me sinto vazio ou com algo que devo soltar pra fora e não consigo porque não sei o que é a coisa que devo soltar pra fora. A cada dia mais eu me sinto pior por existir. Eu tenho decepcionado meus amigos, tenho os deixado sozinhos mesmo eu não querendo. Muitas vezes eu acho que estou sendo presente e divertido, mas na verdade eu estou sendo irritante e nem um pouco presente. Sinto que eu estou desmanchando com o tempo, que eu não sirvo pra nada, só apareço ali e ninguém percebe. Eu acho que tô morrendo aos poucos, o mais engraçado é que um amigo meu me disse a mesma coisa. Sei lá, eu acho que tô pensando demais nisso e no final é algo muito simples. Eu penso demais e isso é uma merda, eu não sei controlar meus pensamentos ou me acostumar com isso. Minha mente é tão desengonçada com tudo, eu começo a imaginar situações que todos me deixam e isso me deixa paranóico. Eu escondo dos meus amigos que penso nessas coisas porque não quero preocupá-los (se vão se preocupar, né). Eu só sinto que quanto mais eu me disponho a ficar com alguém, mais parece que essa pessoa me abandona, é assim desde 2017.
submitted by eshiihihi to desabafos [link] [comments]


2020.10.16 08:29 joao_pedrinho hj é meu aniversário :)

Só isso msm, mas também tô triste pq uma menina desmarcou de sair cmg, nessa pandemia minha saúde mental foi pro ralo e ainda nao posso chamar meus amigos pra casa (todos aqui são do grupo de risco), não tenho namorada, não superei 100% ainda algumas coisas e pessoas, meu tcc está atrasado, e eu só não quero mais deixar meus pais tristes.
Então se quiserem deixar este mancebo um pouco mais esperançoso consigo mesmo, e, me dar os parabéns por estar cada vez mais perto da morte KKKK, agradeço e aceito abraços virtuais. ☺🎊🎊
Edit: apesar dos pesares, meu dia foi incrivelmente bom!!! acho que foi a energia positiva vindo de vocês, saí e joguei bastante com amigos, obrigado galera ❤❤❤
submitted by joao_pedrinho to desabafos [link] [comments]


2020.10.15 17:06 Aggravating-Citron-3 a amiga do meu amigo é obcecada por ele

ent, eu tenho um amigo que ele é aquele cara desejado por todas, fotogênico, legal etc. Ele já teve umas namoradinhas e ficantes só que tem uma que se destaca por sua obsessão. A menina me disse que já ficou DOENTE de tanto pensar nele, chegou a ficar sem DORMIR por causa dele. Ele trata ela bem, mas só como amiga, nada demais, o problema é que uma hora ela diz que ele machucou ela outra hora ele é o principe e ela a princesa apaixonada, ai fica dificil ne? Eles só foram ficantes uma só vez, nada demais, e por ser tão obcecada ela já chegou a atrapalhar o namoro do cara e ela é um dos principais motivos da separação do cara com a namorada dele, ele gostava muito da menina que ele namorava, ela era a menina perfeita pra ele(ele mesmo dizia isso, o cara tava muito apaixonado, sonhava em casar com ela e ter uma familia, e o cara é bem novo), chegava a me perguntar se era doentio ele querer proteger ela só que é normal né? Depois de todo e sse histórico merda a menina continua na estaca zero, isso já faz 3 ANOS, a menina incomoda o cara, destruiu o namoro dele (obs: ele não ficou com ela enquanto ele namorava, foi meses após q ele começou a namorar).
Ele sente dó dela, e eu até fico preocupado, a menina é extremamente fragilizada da mente já chegou a mandar NUDE GRATUITAMENTE e olha q meu amigo nunca mandou nada demais para ela, ele nunca nem puxou assunto.
submitted by Aggravating-Citron-3 to desabafos [link] [comments]


2020.10.15 16:02 JalinHabeiLanaMatta kkk cara, tá se achando porque come minha namorada?

kkk cara, tá se achando porque come minha namorada?
I dai?
sabe com quem ela fala pra se confortar? COMIGO
sabe com quem ela divide as vitórias na vida dela ? COMIGO
i dai que tu faz ela se contorcer na cama e gemer feito uma ambulância?
quem beija na boca dela toda noite SOU EU
quem cuida dela quando ela tá doente (ou com diarréia) SOU EU
enquanto você tá ocupado virando o útero dela do avesso, quem está minerando diamente pra nossa base no minecraft? EU
enquanto você tá ocupado massageando a gargante dela por dentro, quem está estudando mudança de coordenadas polares de integrais pra ajudar na prova dela? EU
kkkk mano, você perde tempo com essas coisas carnais, mas adivinha quem está zerando outra campanha no total war: warhammer?
você é só um pedaço de carne pra ela, qualquer dildo da bad dragon te substitui irmão
já o nosso amor não existe nada que possa susbstituir
kkkkk
agora que você entendeu seu lugar, ela tá pedindo pra você trazer seu amigo na próxima, beleza?
submitted by JalinHabeiLanaMatta to Copicola [link] [comments]


2020.10.15 16:00 JalinHabeiLanaMatta kkk cara, tá se achando porque come minha namorada?

kkk cara, tá se achando porque come minha namorada?
I dai?
sabe com quem ela fala pra se confortar? COMIGO
sabe com quem ela divide as vitórias na vida dela ? COMIGO
i dai que tu faz ela se contorcer na cama e gemer feito uma ambulância?
quem beija na boca dela toda noite SOU EU
quem cuida dela quando ela tá doente (ou com diarréia) SOU EU
enquanto você tá ocupado virando o útero dela do avesso, quem está minerando diamente pra nossa base no minecraft? EU
enquanto você tá ocupado massageando a gargante dela por dentro, quem está estudando mudança de coordenadas polares de integrais pra ajudar na prova dela? EU
kkkk mano, você perde tempo com essas coisas carnais, mas adivinha quem está zerando outra campanha no total war: warhammer?
você é só um pedaço de carne pra ela, qualquer dildo da bad dragon te substitui irmão
já o nosso amor não existe nada que possa susbstituir
kkkkk
agora que você entendeu seu lugar, ela tá pedindo pra você trazer seu amigo na próxima, beleza?
submitted by JalinHabeiLanaMatta to circojeca [link] [comments]


2020.10.15 08:07 yupsalmeida Não sou eu

Esse ano me descobri trans, e fui muito bem aceita pelos meus amigos, mas, eu definitivamente n posso falar isso pros meus pais, visto que uma parte da minha família é extremamente conservadora e eu n me sentiria bem se eles soubessem. O problema disso tudo é que eu n posso ser quem eu quero na minha casa, queria usar vestidos, maquiagem, pintar meu cabelo de rosa, sla ficar muito linda e definitivamente não tem como falar com meus pais sobre isso, eles são até de boas mas nunca iriam me entender e provavelmente iriam falar pra minha família. Eu tava tentando sair de casa pra morar em outro estado e ser eu mesma la, estou estudando pra isso mas vez ou outra minha namorada fica muito mal com uns problemas e não consigo focar nos estudos. Enfim foda, tô triste
submitted by yupsalmeida to desabafos [link] [comments]


2020.10.15 06:09 GradeRevolutionary10 Tá tudo relativamente bem e continuo mau

A vida tá relativamente boa. Eu tenho menos de 16 anos e avancei dois anos do curso de inglês, tô falando um nível B2 indo para C1 e comecei a aprender latim pelo duolingo e tô gostando. Eu criei uma página de memes de história que pegou 1 mil followers em um mês mais ou menos.
Mas eu ainda me sinto meio.. angustiado. Eu não sei. eu me sinto assim desde os 12, e isso me afeta completamente. Eu não sinto muita vontade de comer a maior parte das comidas e eu não venho tendo animação pra fazer nem as coisas que eu gosto, e logo agora que eu tô estudando pra o exame do IF e a família tá puxando o meu saco por conta disso. Eu também sou MUITO esquecido e todo dia eu perco algo e sempre deixo luz acessa ou portas abertas, minha família diz que é por quê eu não quero prestar atenção ou porquê não me interesso por mudar, e agora eles brigam relativamente sério comigo por ter deixado uma porta aberta ou luz acessa. Eu não faço isso porquê quero. O argumento deles é que “se consegue aprender inglês sozinho, consegue se lembrar das coisas” — O fato é que eu notei que eu tô cada vez mais esquecido, e eu consigo me lembrar só de alguns dias do ano passado, por exemplo. Eu também tô agora mais angustiado pq to querendo aprender várias coisas que eu gosto (línguas, filosofia, história) ao mesmo tempo e acabo que eu fico indeciso e + aquela falta de animação, acaba que eu não movo uma palha o dia inteiro e tudo que eu quero mais é ficar deitado, e claro, eles me criticam por isso.
Eu tava até melhorando neste ano e até to melhor que ano passado, que foi o ano mais merda da minha vida. Eu tinha acabado de me mudar pra uma cidade nova e minha família começou a ter uns problemas financeiros, e meu padrasto ficou desempregado por 8 meses, e nesse espaço de tempo, ele começou a beber e aparecer embriagado no mínimo umas duas vzes por mês.
Um dia foi o ápice. Ele deixou eu e minha mãe na escola e na faculdade e foi beber, quando ele voltou pra me buscar na escola, um amigo dele tava dirigindo o carro e ele bêbado no assento do passageiro. Mais tarde iríamos saber que ele levou uma multa de 2 mil reais no carro novo que tínhamos comprado e subornou o policial com o dinheiro que íamos pagar a conta de luz para não apreender o carro, foi o que ele disse. Eu vi minha mãe ameaçar ele com uma faca pra ele ir embora, quase chamei a polícia. Fiquei muito assustado, não vou mentir.
Bom, nos mudamos daquela casa depois desse ano. Eles diminuíram as quantidades de brigas (brigavam quase todo dia antes) e meu tio passou pra faculdade desta cidade e veio morar com a gente. No início foi bom. Eles dividiam as contas e meu tio saia comigo comer fora e tal. Mas aí no início da pandemia foi o que deu: minha mãe tava com depressão profunda. Em partes por causa das brigas, em partes pelos problemas financeiros, e a faculdade que consome ela demais, presumo eu.
Bom, foi aí que deu. Meu tio e meu padrasto diziam que eu contribuía pra isso pq eu não ajudava em casa e não “facilitava a vida dela”. Isso me magoou muito. Com a pandemia, tudo ficou pela internet e resolvemos ir passar um tempo com nossos avós no interior. Lá eu melhorei um pouco, e foi relativamente bom. Mas cá estou de novo. Voltei a cidade que moramos e comecei a piorar de novo.
Desde o ano passado, minha mãe e meu padrasto entraram nessa coisa de terminarem o relacionamento e voltarem no outro dia. Ele trazia flores e tudo ficava bem. Aí esse ano, eles brigaram feio e finalmente terminaram, eles ainda se falam porquê ele tá pagando aquela multa e tentando reatar. Eu criei coragem pra pressionar minha mãe a terminar isso logo.
E ainda têm o lance do meu vô, que é a pessoa que mais chega perto de um pai pra mim, me botando pressão pra eu estudar e passar em Medicina. Na real, eu gostaria de ser professor de algo como História ou Filosofia. Mas ele não gosta disso e vive fazendo piadas sobre, e qualquer assunto que falamos juntos eles puxa pra algo relacionado a passar em Medicina ou ser médico.
Eu me sinto como um fardo pra eles, e de fato eu sou. Mas eu não sei como mudar isso e parece que a cada passo que eu vou, eu volto mais dois.
Além de tudo, eu perdi meu gosto por jogos online e por conta disso eu me afastei de meus amigos. A única pessoa que eu realmente falo constantemente é minha namorada, a única pessoa que me dá apoio e consigo conversar abertamente sobre esses problemas. É foda.
Enfim, tem outras merdas que aconteceram, mas isso é o principal. Desculpa pelo texto grande mas eu tive que tirar isso de mim em algum lugar.
submitted by GradeRevolutionary10 to desabafos [link] [comments]


2020.10.14 22:45 fofinhaozinho Um garoto que me odiava pediu desculpas do nada

Em 2014 meu melhor amigo, que vou chamar de camelinho, começou a namorar com uma garota, eu instantaneamente fiz de tudo pra ser amigo dela, afinal era a namorada do meu melhor amigo. No começo foi bem difícil, ela não gostava muito de mim, tinha nojo sla. Depois de quase 1 mes a gente virou amigo.
Alguns meses depois eles terminaram, e segui sendo amigo dos dois. Pouquíssimo tempo depois, cabelinho estava com uma namorada nova. Essa nova garota sempre foi famosinha aqui na cidade, e começou a falar mal da ex de camelinho. Disse que ela era muito ciumenta, que morria de raiva de ter perdido ele pra ela... Chegou a mandar fotos deles dps de transar pra ela. E eu tava acompanhando isso tudo, chocadissimo. Passei então a defender a minha amiga, e devolver os diversos xingamentos.
Depois de 1 semana disso rolando, cabelinho postou no tt dele dizendo que eu era uma pessoa horrível, e que ninguém merecia ter que lidar cmg. Depois disso, me deu Block em todas as redes sociais.
Com tudo isso acontecendo, descobri que camelinho falava mal de mim pelas minhas costas, fiquei muito confuso com tudo que tava rolando, mas segui em minha vida de boa.
Ai ontem, absolutamente DO NADA ele me mandou essa mensagem:
"Boa noite, Felipe. Peço desculpas por ter te bloqueado durante todo esse tempo. Caso você precise falar comigo, estou aqui ;D"
Eu nem sei o que falar ta ligado? Mlk falava mal de mim, me expulsou da vida dele por 5 anos e do nada isso, wtf?
submitted by fofinhaozinho to desabafos [link] [comments]


2020.10.14 20:05 gabstablook Tá foda

Meu namoro acabou no fim de Março desse ano, fazendo combo com a entrada da quarentena. Esse tem sido, literalmente, o ano mais difícil da minha vida.
Eu que sempre aconselhei meus amigos sobre relacionamentos me vi inserida em um com grande potencial para ser descrito como abusivo. Ainda acho que nunca foi muito intencional, mas minha terapeuta, vulgo a melhor pessoa do mundo, notou características manipuladoras nessa minha ex namorada.
Nós namoramos por 8 meses, foi o relacionamento mais curto da minha vida, mas existiu o suficiente pra que eu me perdesse.
Situações onde ela me convidava pra passar a noite junto e, quando eu chegava, começa a me tratar super mal, terminava e, assim que eu chegava em casa, me ligava pedindo pra eu voltar. Debochava de quase tudo que eu gostava, das minhas roupas, cabelo e me acusava constantemente de vitimismo (eu detesto esse termo).
Ainda assim foi ela quem terminou comigo e eu fiquei completamente sem chão.
Desde Março ela me procurou várias vezes. No começo de Setembro passamos duas semanas juntas e acreditei que poderíamos voltar, ela parecia diferente e ciente de algumas atitudes tóxicas. Obviamente eu estava enganada e agora sigo na luta para tentar superar de (novo) vez todo esse ciclo doentio que permiti.
Nossa última conversa foi extremamente prejudicial. No final de Setembro resolvi me "declarar" e fui totalmente sincera sobre meus sentimentos que, apesar de tudo, ainda existiam. A resposta que tive foi algo parecido com "queria que tivéssemos dado certo, mas não deu. Desculpe, não posso ajudar".
Depois disso tentei me afastar e, mesmo assim, ela continuava me procurando. Fui a um bar com uma amiga para distrair e ela foi atrás. Eu confesso que fiquei feliz ao vê-la, afinal, ainda nutria sentimentos.
Para minha surpresa ela sentou com a gente e resolveu contar sobre como estava saindo com outras pessoas, sobre como meu "jeito de namorar" era "muito intenso", sobre como eu colocava cerveja de modo errado (!!) no copo, entre outros que me deixam triste só de lembrar.
Esse dia voltei chorando pra casa e prometi aquela seria a última vez.
Foi realmente a última vez, até que sou boa em cumprir promessas. O problema é que toda essa história me deixou diferente, como se alguma parte de mim tivesse ido embora e eu não sei como recuperar. Fazer terapia tem ajudado DEMAIS, mas ainda assim não tem sido o suficiente.
Me sinto refém dessa história, como se ela estivesse fadada a se repetir em minha vida. Não consigo me relacionar com mais ninguém, tenho crise de ansiedade sempre que alguém demonstra qualquer tipo de interesse e me sinto uma pessoa horrível na maior parte do tempo ):
Sei que isso vai passar, principalmente porque tenho ferramentas que me ajudam nisso. Mas esse processo tem sido extremamente doloroso.
Não tem um dia em que eu não acorde implorando pra que eu me sinta melhor. Estou me esforçando pra entender quais lições devo tirar disso. TÁ FODA!
submitted by gabstablook to desabafos [link] [comments]


2020.10.14 19:49 JokerRedstar Será que eu fiz certo?

Namorei há 2 anos e poucos meses e o meu relacionamento com a minha ex namorada nessa quarentena esfriou e ela terminou comigo dizendo que não me via no futuro com ela.
Nos primeiros meses de término foi tudo bem, mas uns dias atrás ela me mandou mensagem perguntando se tinha ficado alguma coisa dela aqui em casa. Eu disse que sim, mas que não estava em casa na hora.
Ao chegar em casa, separei tudo o que era dela e entreguei pra um amigo que iria vê-la no dia seguinte. Quando entreguei pro meu amigo, a bloquei em todas as redes sociais porque não queria que ela me mandasse mais mensagens esfarrapadas porque tudo o que tinha ficado aqui em casa não era nada de valor.
Semana passada fui em um restaurante com um amigo e a encontrei lá com suas amigas, e ela veio falar comigo dizendo que ficou bastante chateada por eu ter a bloqueado.
Hoje estou sentindo muita vontade de falar com ela mas realmente não quero voltar com ela. Por questão de quarentena e estar bastante sozinho acho que essa vontade tem relação com isso e também por ainda ter sentimentos por ela.
Vocês acham que eu fiz certo de ter bloqueado? E como superar relacionamentos nessa quarentena, onde temos que ficar em casa.
submitted by JokerRedstar to desabafos [link] [comments]


4 AMIGOS STAND UP COMEDY - YouTube MINHA NAMORADA FICOU SEM ROUPA NA FRENTE DE TODOS ... So Allein Amigos - YouTube Augusto Canário e amigos-Festa - YouTube Roberto Carlos- Namoradinha De Um Amigo Meu(Anos 60) - YouTube Augusto Canário & Amigos – O Pópó da Namorada - YouTube MEU AMIGO TRAIU A NAMORADA - TROLLAGEM - YouTube NAMORADA vs MELHOR AMIGO! - YouTube

Namorada e amigos revoltados após verem novas imagens do ...

  1. 4 AMIGOS STAND UP COMEDY - YouTube
  2. MINHA NAMORADA FICOU SEM ROUPA NA FRENTE DE TODOS ...
  3. So Allein Amigos - YouTube
  4. Augusto Canário e amigos-Festa - YouTube
  5. Roberto Carlos- Namoradinha De Um Amigo Meu(Anos 60) - YouTube
  6. Augusto Canário & Amigos – O Pópó da Namorada - YouTube
  7. MEU AMIGO TRAIU A NAMORADA - TROLLAGEM - YouTube
  8. NAMORADA vs MELHOR AMIGO! - YouTube
  9. A NAMORADA MANIPULADORA DO AMIGO - YouTube

Augosto Canário no Santoinho As cuecas da Naty-2 Desafio gravado na CASA DE FÉRIAS 📷Instagram: https://www.instagram.com/imchentric/ ️Twitch: https://www.twitch.tv/chentric1337 Business: chentricprofis... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. @maiconkusterk - live: @maiconkusterkay @flaviokotaka - live: @kotakazzor CANAL DOIS: https://youtube.com/canal2maiconkuster CANAL DO KOTAKA: https://youtube... Somos os 4 Amigos. Um grupo de stand up comedy composto por Dihh Lopes, Márcio Donato, Thiago Ventura e Afonso Padilha. Então vai se inscrevendo, curtindo e ... Na Primeira Trollagem do Canal, Trollei minha amiga falando que o Melhor amigo dela tinha Traído a namorada. Pra saber o que acontece e o desfecho da históri... Augusto Canário & Amigos – O Pópó da Namorada Tema incluído no cd: 'Portugal a bailar” (Fx 21) iTunes: http://apple.co/1K74X0v Videoclip: https://youtu.be/pL... Ein wunderschöner Titel der Amigos. INSCREVA-SE: https://www.youtube.com/user/rezendeevil?sub_confirmation=1 MEU CANAL NOVO: https://www.youtube.com/channel/UCiO3RPRhg5blmMsw6YytKCg LIVRO NOVO ...